Menu principal

Início

Minicurso Análise de óleos essenciais: uma tarefa complexa

Sobre o evento

Inscreva-se: https://www.even3.com.br/mc6_analise_de_oleos_essenciais_uma_tarefa_complexa/

Ministrante: Prof. Humberto Ribeiro Bizzo (Embrapa)
Dias: 09/08, 11/08, 16/08 e 18/08/2022
Horário: das 18:00 às 20h00
Carga horária: 8 horas
Público alvo: Graduandos e Pós-graduandos de química e áreas afins
Formato: 100% ao vivo (Plataforma zoom), com disponibilidade no canal do Youtube da SBQ por, no máximo, 4 semanas consecutivas após a última sessão.

Período de inscrição: 27/06 a 29/07/2022 (Necessário o mínimo de 20 inscritos. As inscrições são limitadas a 90 vagas no total).

O certificado estará disponível, somente para os inscritos com 75% de presença e inscrição aprovada.

Resumo: 

O desenvolvimento da cromatografia em fase gasosa, inicialmente em colunas empacotadas e, posteriormente, com colunas capilares, bem como sua hifenação com a espectrometria de massas, foram de grande importância na análise de óleos essenciais. A alta complexidade das amostras, frequentemente contendo centenas de constituintes, e a necessidade de correlacionar a natureza química destes componentes com suas características, muito provavelmente, moveu o foco na caracterização desses materiais para aspectos qualitativos, deixando a quantificação para segundo plano. Como o advento dos microcomputadores e interfaces amigáveis, algoritmos de busca automática e bibliotecas digitais de espectros, protocolos do tipo "aperte um botão e ganhe uma resposta" ou "uma injeção - um artigo" resultaram na publicação de muitos dados equivocados. A espectrometria de massas, embora seja uma técnica analítica muito poderosa, não é uma panaceia para análise qualitativa e está distante de ser a escolha ideal, particularmente para óleos essenciais, matrizes complexas e plenas de substâncias estruturalmente muito semelhantes (isóbaras e isômeras entre si), que produzem espectros de massa também muito semelhantes. Procedimentos adicionais de identificação (injeção de padrões, uso de outros detectores espectroscópicos) devem ser executados para minimizar os erros do trabalho experimental. Por outro lado, a análise quantitativa é frequentemente realizada de forma tão desleixada que leva a interpretações equivocadas, comprometendo as conclusões e o processo de tomada de decisão sobre um insumo. Tudo isso é contornável. Com um pouco de cuidado e atenção, informação de ótima qualidade pode ser produzida e tornada disponível para os profissionais que atuam na área de óleos essenciais.